Notícias

Um encontro, muitos brindes!

I Encontro Nacional de Confrarias do Vinho reuniu apreciadores da bebida numa grande confraternização em torno da gastronomia, vinhos e turismo

As taças brindaram em Bento Gonçalves no I Encontro Nacional de Confrarias do Vinho que reuniu no sábado, 28, cerca de 280 pessoas de diferentes cidades e estilos, mas com uma coisa em comum: o gosto pelo vinho. A programação começou com palestras durante a tarde e à noite mais de 60 rótulos de 46 vinícolas harmonizaram uma confraternização que contou, ainda, com gastronomia e boa música. A realização é do Bento Convention Bureau.

Aos poucos, o teatro da Fundação Casa das Artes foi invadido por amantes do vinho, ávidos por conhecimento. Começava aí uma tarde de aprendizado. O tema ‘Vinho Brasileiro: Expressão e Diversidade’, abordado pelo escritor e estudioso Rogério Dardeau, abriu a programação. Com dados sobre a expansão da vitivinicultura brasileira, Dardeau falou da movimentação natural existente no país, destacando 11 estados produtores (BA, ES, GO, MG, MT, PE, PR, RS, RJ, SC e SP), além do Distrito Federal. “Novos espaços produtivos surgem no Brasil. Só na minha última viagem ao Rio Grande do Sul, em que percorri 3 mil quilômetros, descobri novas cidades que estão produzindo uva e elaborando vinho”, comentou. Segundo ele, a evolução não é apenas geográfica, mas principalmente qualitativa. “Os vinhos têm personalidade própria. Cada região, cada vinícola, precisa descobrir o seu estilo. Cabe ao consumidor, respeitar o seu paladar, pois vinho é um prazer pessoal”, frisou. Hoje, de acordo com Dardeau, mais de 30 castas de variedades brancas e mais de 40 tintas são cultivadas em solo brasileiro em um processo contínuo de aprendizado.

A segunda palestra ficou a cargo do chef paraense Thiago Castanho, que temperou a tarde contando como resolveu estudar gastronomia. Inspirado no pai Chicão, que tinha um restaurante onde o clássico era a Caldeirada, resolveu sair de casa em busca de conhecimento. “Sabia que a tradição passada de geração em geração era fundamental, mas era preciso trazer algo novo. Então, fui para São Paulo e lá conheci o português Vitor Sobral. Fui para Portugal, onde fiquei seis meses, aprendendo muito sobre a base da comida brasileira”, relatou. O apresentador do reality Cozinheiros em Ação, da GNT, disse que voltou de Portugal olhando para Belém de outra forma. “A gente se prende à rotina. Queria repaginar a tradição para não comer caldeirada todo o dia. E foi o que fiz”, disse. Castanho começou sua cozinha sem frescura, sem firula. E logo percebeu que vinho e gastronomia andam juntos. Montou uma adega e viu que o preconceito não era apenas com a comida paraense, mas com tudo o que é tipicamente brasileiro. “Fomos quebrando paradigmas. Montamos uma adega com degustação às cegas, tudo para descomplicar o consumo. Vendíamos vinho em taça. Não havia sommelier e os ‘enochatos’ tornaram tudo mais difícil. Mas, passamos esta fase e hoje temos nosso próprio vinho e espumante, feito aqui no Rio Grande do Sul”.

A tarde encerrou com um bate papo entre os palestrante, mediado pela mestre em Turismo, autora do blog Viajante Maduro e presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur), Ivane Fávero, e pelo chef Rodrigo Bellora, proprietário do Restaurante Valle Rustico e líder do movimento Slow Food Primeira Colônia Italiana.

Mulheres foram maioria
O Encontro das Taças foi o momento de confraternizar. O palco foi o Centro Empresarial de Bento Gonçalves que, a partir das 19h30min, reuniu os participantes numa grande festa de sabores e aromas. O momento também foi de reencontrar amigos do vinho e fazer novas amizades. As mulheres marcaram forte presença, sendo maioria entre o público. Diversas confrarias femininas brindaram o I Encontro Nacional das Confrarias do Vinho.

Cada participante ganhou uma taça de cristal personalizada de 580 ml para degustar os mais de 60 rótulos de 46 vinícolas de mais de 10 rotas turísticas, sendo elas: Afavin, Apromontes, Aprovale, Asprovinho, Caminhos de Pedra, Campanha Gaúcha, Cantinas Históricas, Rota do Espumante, Vale do Rio das Antas, além de rótulos do Paraná, Minas Gerais e São Paulo, estes de outros estados disponibilizados pela Estação Terroir Vinhos & Gourmeteria. A atração musical ficou a cargo da Banda Farina Brother’s.

O evento contou com o apoio da Secretaria de Turismo de Bento Gonçalves, do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC/BG), Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do estado do Rio Grande do Sul, Tuttovino e Valle Azul. A agência oficial foi a Giordani Turismo e a organização da Moura Comunicação & Eventos. Foram patrocinadores o Boulevard Convention, CDL, Dalmóbile Móveis Planejados, Roseflor, Wine South America e SEGH.

Rotas e vinícolas participantes
Afavin – Capeletti, Colombo, Perini, Chesini, Basso, Tonini e Cave Antiga
Apromontes – Mioranza, Terrasul, Casa Venturini, Nova Aliança, Fabian, Fante e Panizzon
Aprovale – Valontano, Cave de Pedra, Casa Valduga, Maison Forestier, Larentis, Pizzato, Lídio Carraro, Don Laurindo, Dom Cândido e Miolo
Asprovinho – Aurora, Valmarino, Geisse e Don Giovanni
Caminhos de Pedra – Lovara, Salvatti & Sirena e Casa Fontanari
Campanha Gaúcha – Peruzzo, Guatambu e Paraíso
Cantinas Históricas – Cristófoli e Dal Pizzol
Rota do Espumante – Pedrucci, Peterlongo e Garibaldi
Vale Rio das Antas – Salton, Postal e Cainelli
Outras regiões – Vinícola Luís Porto (MG), Vinícola Hélios (SP), Vinícol Franco Italiano (PR) e Vinícola RH (PR)